Mariana Alves, mãe de Liz Alves do 3º Ano – Matutino

Antes de mudar Liz de escola, estive em muitas, procurando um lugar que atendesse as expectativas que tinha criado dentro de mim. Estava apreensiva, pois ela estava na mesma escola desde os 2 anos e é uma menina bastante tímida.

Ao final de minhas andanças, fiquei em dúvida de 2 escolas e resolvi levá-la para dar o veredito. A primeira que visitamos foi a Criação. Fizemos a visita com Glenda, que logo de cara conquistou a confiança de Liz. Conhecemos a escola e todos os profissionais que encontramos foram simpáticos e atenciosos. Saímos de lá direto para outra escola, que pela estrutura, achei que ela iria amar.

A moça que nos apresentou a escola foi muito sucinta e mal se dirigiu a Liz como indivíduo. Ao sairmos do portão, perguntei: E aí? Ela respondeu: quero estudar na Criação, com tia Glenda. A escolha não me trouxe surpresa, pois a experiência vivida na Criação foi ímpar.

Primeiro dia de aula, eu e meu marido super nervosos, preocupados e eis que surge pró Aline em nossas vidas. Liz se sentiu acolhida, o que fez toda diferença nesse momento de transição. Foi um mês de descobertas até que veio a pandemia. Incertezas, desafios, inseguranças… E nesse momento, escola e família tiveram que estreitar ainda mais os laços, pra driblar as adversidades e descobrir um novo normal. No começo foi difícil, mas as crianças e nós, adultos, demos a volta por cima.

Em todo esse período, sempre tivemos a quem recorrer, fosse a pró, fosse a coordenação. O canal de comunicação com a escola sempre esteve aberto. Percebi também que cada criança é observada e cuidada, mesmo de longe, com toda dedicação e cuidado.

Obrigada Criação, por nos acolher e por se preocupar com o desenvolvimento não só escolar, mas humano de nossa Liz!